domingo, 24 de abril de 2016

minha vida amor
é um acumular de mágoas
perdões por pedir
permitir a deuses líquidos
perdões perdidos
culpa cristã
lamentos anfíbios
ânsia afã
culpa ambígua
pendões floridos
meu amor em minha vida
é um exalar de espinhos
noites porvir
pequenos palpites
de exaltar detalhes
num acumular de sonhos
querida libido oscila
num destacar de sentidos
onde a que é permitido
desdenhar de dor

Nenhum comentário:

Postar um comentário

lave

metâmero




poesias inéditas semanalmente
outros conteúdos e indicações relacionadas diariamente em facebook.com/encardido

Creative Commons License
cárdeo [e todo o conteúdo, exceto quando citado de outrx autorx] de marcos assis está licenciado por creative commons atribuição-uso não-comercial-compartilhamento pela mesma licença 2.5 brasil