sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015


não sei te encontrar
não sei mais me perder
tantos olhos pendem
tamanhos mesmos
pedem por um fim

nada pois
pedaço do que eu emendei sem dizer
todos me olham tantos
pois tontos mesmo
perdem por mim

nada sei te encontrar
não mais perder
teus olhos por um fio
tremem tantos
podem por um sim

Nenhum comentário:

Postar um comentário

lave

metâmero




poesias inéditas semanalmente
outros conteúdos e indicações relacionadas diariamente em facebook.com/encardido

Creative Commons License
cárdeo [e todo o conteúdo, exceto quando citado de outrx autorx] de marcos assis está licenciado por creative commons atribuição-uso não-comercial-compartilhamento pela mesma licença 2.5 brasil