quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

aqui estou eu de volta no depois
letra a letra mais essa distância
vermelha que seu corpo escreve
mas não vou viver de pois
a mover certa vez esteve
letra a língua aqui eu estou de volta
pois a letra vermelha dita
ânsia voo a me ver em mas
e quando volta a mover uma outra tanta
meu corpo mas.
eu escorria aqui
vou aqui de volta
aqui eu estou

Nenhum comentário:

Postar um comentário

lave

metâmero




poesias inéditas semanalmente
outros conteúdos e indicações relacionadas diariamente em facebook.com/encardido

Creative Commons License
cárdeo [e todo o conteúdo, exceto quando citado de outrx autorx] de marcos assis está licenciado por creative commons atribuição-uso não-comercial-compartilhamento pela mesma licença 2.5 brasil