sábado, 6 de setembro de 2014

caos

o tempo é fatal
tudo que tem que se propor
é a enfrentar esse medo
suposto ir à frente
onde quer
e tem que desfazer cedo
como der
dar um passo
nesse medo
antes do tempo
tinha vislumbre
e visão
o tempo fractal
que se repete em mil naves
a estragar esse mesmo mundo
suposto passar pra frente
onde erra
e tem como fazer tudo
mas erra
e tropeça entropia inexorável
mesmo esses cacos
nesse medo
antes do tempo
mero vislumbre
e paixão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

lave

metâmero




poesias inéditas semanalmente
outros conteúdos e indicações relacionadas diariamente em facebook.com/encardido

Creative Commons License
cárdeo [e todo o conteúdo, exceto quando citado de outrx autorx] de marcos assis está licenciado por creative commons atribuição-uso não-comercial-compartilhamento pela mesma licença 2.5 brasil