domingo, 7 de agosto de 2011

paira um sol sobre as cabeças
mesmo de noite se tivesse um buraco que atravessasse o mundo
esse sol ainda rasgaria as retinas
tudo é só um sonho maluco
e você acha mesmo que vai acordar suado para terminar tudo aquilo que não fez
e vai passar

no retrato de um momento você desenha um sentido
para alguma coisa que não tem significado
essa será uma época de muita poesia
que vai oscilar até parar no meio exato do buraco que o atravessa por inteiro

e vai ter aquele jogo de palavras que você vai usar até bem
e dedicar tacitamente aquele poema incomprendido para você-sabe-quem
as frases de efeito
naquele poema incompreensível

Um comentário:

lave

metâmero




poesias inéditas semanalmente
outros conteúdos e indicações relacionadas diariamente em facebook.com/encardido

Creative Commons License
cárdeo [e todo o conteúdo, exceto quando citado de outrx autorx] de marcos assis está licenciado por creative commons atribuição-uso não-comercial-compartilhamento pela mesma licença 2.5 brasil