quinta-feira, 18 de setembro de 2008

eu acordei hoje ainda dormindo um sonho profundo
eu não quero acordar agora mas tudo que eu já senti me vem
eu já não tenho certeza se quero levantar daqui

Tão ridículo e desonesto comigo mesmo que
chega a ser redundante

mas uma de minhas ilusões coaguladas bolsa de sangue
mais uma de minhas doces e tristes ilusões quase sóbrias

8 comentários:

  1. as ilusões mais sóbrias que o iludido.. é a embriaguez de tanta intensidade que te faz poeta, moço!

    ResponderExcluir
  2. Marcos,
    As ilusões e os sonhos são tónicos para a vida.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. o tempo não vem
    palvras
    aqui voando
    pensando,
    em você o tempo
    que quer ficar
    mas as palavras
    vem agora
    pra mim

    ResponderExcluir
  4. mata a saudade
    me liga...
    qalqer hora da noiteee

    ResponderExcluir
  5. cara....
    c escreve muito...
    parabens ae!!!
    abraço!!!

    ResponderExcluir
  6. Bem loco esse texto..To viajando...

    ResponderExcluir

lave

metâmero




poesias inéditas semanalmente
outros conteúdos e indicações relacionadas diariamente em facebook.com/encardido

Creative Commons License
cárdeo [e todo o conteúdo, exceto quando citado de outrx autorx] de marcos assis está licenciado por creative commons atribuição-uso não-comercial-compartilhamento pela mesma licença 2.5 brasil