sexta-feira, 12 de outubro de 2007

minha flor, jardim e quintal



















Lembrei do sorriso
hoje não escrevi nada

Ninguém na rua,
passos no asfalto.
Tudo tranqüilo
e eu andando rápido.
Nada mais triste
que se esconder
sob a máscara da alegria.

está tudo bem
tudo bem agora
está tudo bem...

minha flor, jardim e quintal
cansei de me ver no espelho
eu vivo em um sonho
não sabia que havia
outras ilusões além de mim
outros iludidos
mas são apenas ilusões

e o sol arde em meus olhos
não consigo ver que estou triste
apagado

e lembro do sorriso
o aparelho
tudo real demais
luz na escuridão, vácuo
ponta de verdade no sonho
lembro da música
mel nas pedras

Eu andando rápido.
Tudo que sou,
em meus olhos.

e lembro do sorriso
o abraço
por um momento, tudo verdade
tudo que eu mais esperava
era aquele abraço
era aquele rosto
aquela garota me vendo

Apenas penso no que vou fazer.
O que vou fazer com
essa esperança que me sustenta
e entorpece...
só esperar

Eu não ligo mesmo
tanto faz
esquecendo coisas
trocando o certo
pelo errado ou pelo duvidoso
tendo certeza
de nada
tenho certeza
que ainda...

A escuridão da noite
vai invadindo meu quarto
abafado e não sei
se levanto daqui
ou se apago a luz.

está tudo bem
bem na hora
está tudo bem...

Bem agora.
Olho para frente
mas o sol em meus olhos
o som em lugar nenhum da rua
que me lembra passos
mas
agora vejo pessoas
não que me importe
na verdade prefiro estar só
alguém olhando para mim
já é outra rua
todas as metáforas desse mundo

Estou me achando
meio apagado, triste.

não tem duplo sentido
tenho sentido nada
não tenho me sentido muito bem
não tenho sentidos
não tem muito sentido
ficar e não viver
não morrer de amor

6 comentários:

  1. ei marcos!!
    foi mal num ter te respondido no msn...sai e esqueci de avisar..hehehe
    mas depois a gente conversa..aproveita ai
    bjos

    ResponderExcluir
  2. que lindo!!
    é só o que eu sei dizer...
    é só o que eu penso...
    é tudo que eu penso...
    lindo!

    ResponderExcluir
  3. e a rua me olhando...
    lindo!
    música.
    abraçosss!

    ResponderExcluir
  4. "estou aprendendo a viver só...
    estou aprendendo a viver sem..."

    ResponderExcluir
  5. "não sinto mais falta de ar
    se você não vem"

    ResponderExcluir
  6. Quero fazer uma cena com isso,
    acho que eu mereço.

    ResponderExcluir

lave

metâmero




poesias inéditas semanalmente
outros conteúdos e indicações relacionadas diariamente em facebook.com/encardido

Creative Commons License
cárdeo [e todo o conteúdo, exceto quando citado de outrx autorx] de marcos assis está licenciado por creative commons atribuição-uso não-comercial-compartilhamento pela mesma licença 2.5 brasil