segunda-feira, 27 de julho de 2015

É difícil entender, mas as ideias, convulsas, estrelam a noite
carrego dentro apesar de qualquer manhã.
É preciso saber, mas as estrelas que rego anoitecem
apesar das ideias que orbitam como ímãs.
Apesar de sonho, sabem as ideias, estreiam comigo a noite madrugada manhã
meio-dia tarde crepúsculo noite.
É hora de correr, mas convulso desejo desperto
o choro solto, acredito, foi nesse momento a limpeza
do rosto que abrigo
no braço deitado em cima desse tormento.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

lave

metâmero




poesias inéditas semanalmente
outros conteúdos e indicações relacionadas diariamente em facebook.com/encardido

Creative Commons License
cárdeo [e todo o conteúdo, exceto quando citado de outrx autorx] de marcos assis está licenciado por creative commons atribuição-uso não-comercial-compartilhamento pela mesma licença 2.5 brasil