quinta-feira, 7 de agosto de 2014

eu preciso ser meus reflexos
preciso ler meus tédios
medir meus pesadelos que não lembro
eu preciso ser em meus reflexos
viver entre esses prédios
passar os desassossegos que me vêm
eu, preciso ser em meus reflexos
e que vivo sem remédios
desistir meus passos que repito

Nenhum comentário:

Postar um comentário

lave

metâmero




poesias inéditas semanalmente
outros conteúdos e indicações relacionadas diariamente em facebook.com/encardido

Creative Commons License
cárdeo [e todo o conteúdo, exceto quando citado de outrx autorx] de marcos assis está licenciado por creative commons atribuição-uso não-comercial-compartilhamento pela mesma licença 2.5 brasil