domingo, 29 de julho de 2007

Remorso de vidas passadas
Viciado em coisas
que nunca provei
Apaixonado por pessoas

que nunca vi

Venho pedir perdão

por erros que nunca cometi

Culpas de outros já

não alteram meu humor

Na minha última encarnação, eu

era ateu.


A arte nas coisas
sem sentido

nos prende

8 comentários:

  1. amei isso! tá tão bonita a pagina! vc abusa dos meus desenhos mais toscos e isso me deixa feliz!
    dou maior força pra essa e todas as outras suas iniciativas q levam seus pensamentos pra mais gnt! pq acho eles geniais! li o texto q vc e o portilho fizeram! parceria boa, viu!? e vi o desenho meu lá e fiquei meio timida e feliz! huaihaiuai num conta pra ninguem q fui eu q fiz não, tá?! hauihauha

    bjão! volto logo pra ver o q mais vc anda aprontando, guri arteiro!

    ResponderExcluir
  2. massa o blog véi...


    Humm, então foi a Esther que fez o desenho?

    ResponderExcluir
  3. hahaha

    tudo bem, não conto pra ninguém que foi você quem fez o desenho!!!




    obs.: primeiro poema que eu escrevi na vida, é também há algum tempo uma música que o leo souza fez: "ímpio"

    ResponderExcluir
  4. auto-Estherminadora31 de julho de 2007 22:55

    hauihaiuahaihai!

    aiai... d ond foi q o portilho tirou isso!?!?

    é né monstrengo... c tava falando q c q fez??!?!

    hauiahiahiahai

    como eu sou retardada.../o\

    ResponderExcluir
  5. claro que não fia!

    ele estava te ironizando caso não percebeu...

    ResponderExcluir
  6. inclua boas risadas no comentário acima!!!


    e muita saudade...

    ResponderExcluir
  7. noooo... jura q ele tava me ironizando??!??!
    nooossa!

    ...

    lógico né!
    hauihaiuhauiahai

    sou imbecil mas nem tanto, mosntrin!

    saudade tbm!

    ResponderExcluir
  8. Na última encarnação e nesta também, né?

    ResponderExcluir

lave

metâmero




poesias inéditas semanalmente
outros conteúdos e indicações relacionadas diariamente em facebook.com/encardido

Creative Commons License
cárdeo [e todo o conteúdo, exceto quando citado de outrx autorx] de marcos assis está licenciado por creative commons atribuição-uso não-comercial-compartilhamento pela mesma licença 2.5 brasil